Tesoureira do Banco do Brasil é mantida refém por 14 horas em Teresina

Cidade Modelo 15 fevereiro 2017 13:16

A tesoureira da agência do Banco do Brasil da Ceapi, zona sul de Teresina, de iniciais J.S.B., foi mantida refém junto com a família por mais de 14 horas nesta terça-feira (14). Ela foi obrigada a entregar aos criminosos todo o valor, ainda não contabilizado.

Bandidos armados esperaram a funcionária da agência chegar em casa e a mantiveram em cárcere privado juntamente com os filhos de 6 e 12 anos, além do namorado.

Ela foi liberada na manhã de hoje (15). A família presta depoimento da sede do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco). Ninguém foi preso e a Polícia Civil está em diligência.

De acordo com um familiar, pelo menos três criminosos participaram da ação. “Eles passaram a noite toda com a família, ameaçando o tempo todo, inclusive disseram que se algo desse errado, sabiam também onde morava a mãe dela. Todos estamos muito assustados e acreditamos que eles vinham monitorando a família havia cerca de dois meses”, disse um familiar.

Após passar a noite com os reféns, pela manhã o bando se dividiu em dois: parte foi com a tesoureira até a agência Banco do Brasil da Central de Abastecimento do Piauí (Ceapi) para sacar o dinheiro da agência, na modalidade conhecida como “sapatinho”, em que os bandidos ficam com parentes da vítima como reféns para forçá-la a efetuar o saque.

“Após tirar o dinheiro, eles abandonaram a vítima na BR-343, ao mesmo tempo em que os bandidos que estavam com os filhos e o namorado dela também os liberaram”, acrescentou o familiar.

A informação é de que a vítima está muito abalada, chorando muito e a família está buscando apoio de psicólogos para ajudar nesse momento. Ela é funcionária do Banco do Brasil há mais de 10 anos.

Fonte: Cidadeverde

 

Publicidades

  • machado noticia
  • faculdade noticia
  • armazem do povo noticia
  • omega noticia
  • ki preço noticia
  • coleta rr noticias ok
  • memorial noticias
  • mamba metal noticia

Deixe seu comentário